$type=grid$show=home$count=4$cate=0$rm=0$sn=0$au=0$cm=0

MPF processa bancos que recusaram contas para solicitantes de refúgio

Estão sendo processados Bradesco, Caixa Econômica Federal, Citibank, Santander, Banrisul e Banco do Brasil.
Foto: Reprodução
O Ministério Público Federal (MPF) está processando os bancos Bradesco, Caixa Econômica, Citibank, Santander, Banrisul e Banco do Brasil por se recusarem ou dificultarem a abertura de contas para estrangeiros solicitantes de refúgio no país. Agências desses bancos não reconhecem o protocolo de pedido de refúgio, fornecido pela Polícia Federal como um documento de identificação válido, o que contraria a legislação e as normas do Banco Central.

O MPF quer que os réus aceitem o protocolo para a abertura de contas por refugiados em todo o país, sob pena de multa de R$ 10 mil para cada serviço recusado. A ação civil pública, ajuizada pela Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão em São Paulo, pede ainda que os bancos paguem indenização de pelo menos R$ 500 mil pelos danos morais coletivos já causados.

“Esta dificuldade acentua a situação de vulnerabilidade dos solicitantes de refúgio, pois dificulta a contratação por empregadores que realizam pagamento por meio de depósitos bancários, impossibilita a remessa de recursos para apoio e subsistência de familiares que ficaram no país de origem e, ainda, coloca em risco a segurança dessas pessoas, ao forçá-las a guardar consigo todos os rendimentos auferidos com seu trabalho”, destacou o procurador Pedro Antonio de Oliveira Machado, autor da ação.

Diligências feitas pelo MPF, pela Defensoria Pública do estado de São Paulo e por organizações que apoiam estrangeiros refugiados demonstraram que os pedidos dos imigrantes são “reiteradamente recusados”. Segundo o MPF, no caso dos bancos Bradesco, Citibank e Caixa Econômica Federal, por exemplo, em nenhuma das visitas feitas o documento foi aceito para identificação do depositante de outro país.

De acordo com o MPF, a conduta nas agências dos bancos também viola o Código de Defesa do Consumidor, já que se configura como prática abusiva e discriminatória. A ação requer ainda que os bancos promovam orientação e treinamento adequado a seus funcionários.

Quando chegam ao Brasil, os imigrantes que pedem refúgio recebem uma autorização de residência provisória no país, da Polícia Federal, que comprova a identidade e a regularidade migratória do estrangeiro até que seja concluído o processo administrativo que poderá reconhecer sua condição de refugiado. A autorização é formalizada pela emissão do chamado “Protocolo de Pedido de Refúgio”. Pela legislação em vigor, o documento serve como identificação e confere ao imigrante os mesmos direitos dos estrangeiros em situação regular no país.

Respostas – O Banco Santander disse, em nota, que “age em conformidade com a legislação sobre o assunto”.

O Banco do Brasil respondeu que “cumpre integralmente as determinações do Banco Central para a abertura de conta corrente para refugiados” e não comentaria sobre a ação do MPF porque ainda não foi notificado de seu teor.

O Bradesco disse que “a condição de refugiado não é restrição à abertura de conta no banco”.

A Caixa disse que “não há nenhum tipo de vedação ou orientação para impedir a abertura de contas para estrangeiros”.

O Itaú Unibanco, que detém atualmente a operação de varejo do Citibank, informou que o banco está operando “no mesmo modelo do Itaú e, conforme a regulamentação, aceita o Protocolo de Pedido de Refúgio como documento para abertura de contas correntes”.

Procurado pela Agência Brasil, o Banrisul não respondeu até a conclusão da reportagem.

Fonte: Bahia.ba

COMMENTS

Nome

#OLabinho,4,=,1,Acidente,1,Assassina,5,Auto-ajuda,4,b,3,Bahia,673,Barra da Estiva,1,Brasi,6,Brasil,2832,Brasília,1,chuva,3,chuvas,7,Claudia Wild,5,CNH,2,comercio,29,Copa,1,Correios,11,Corrupção,239,D'jane Silva,6,Dança e Cultura,2,Denúncia,410,Denûncia,67,Desabamento,10,Destaque,1943,Detran,3,Distrito Fedral,2,Economia,366,Educação,56,Eleição,100,Elizeu Rosa,31,Emprego,24,Encostas,1,Energia,16,Entretenimento,190,Esporte,17,Eunápolis,9,Europa,1,Feira de Santana,15,FUNAI,1,Futebol,2,Google,6,Governo,42,Greve,14,Ilhéus,24,Indígenas,3,Inflação,5,Internacional,42,Internacional.,55,Internet,2,Itabuna,20,Jequié,77,Justiça,46,Lauro de Freitas,17,Meio Ambiente,31,Migrantes,24,Mundo,239,N,1,Natureza,14,Noticias,2216,Notícias,2669,Paulo Afonso,2,Pobreza,9,poli,6,Policia,119,Polícia,326,Politica,833,Política,2220,Porto Seguro,14,Religião,12,Rio de Janeiro,4,Rural,2,Salvador,325,Saúde,153,Segurança Pública,155,STF,1,Tecnologia,28,Teixeira de Freitas,15,Terroristas,4,Trânsito,38,transporte,73,TRE,5,TSE,2,Violência,207,Vitória da Conquista,29,w,2,www,1,
ltr
item
Ebahia News: MPF processa bancos que recusaram contas para solicitantes de refúgio
MPF processa bancos que recusaram contas para solicitantes de refúgio
http://d1x4bjge7r9nas.cloudfront.net/wp-content/uploads/2016/06/23211330/bancos-3006.jpg
Ebahia News
http://www.ebahianews.com.br/2018/06/mpf-processa-bancos-que-recusaram.html
http://www.ebahianews.com.br/
http://www.ebahianews.com.br/
http://www.ebahianews.com.br/2018/06/mpf-processa-bancos-que-recusaram.html
true
6004791991803311525
UTF-8
Todas as publicações Não foi encontrada nenhuma postagem VER TUDO Mais informação Resposta Cancelar resposta Delete Por Home PAGES POSTS View All RECOMENDADO PARA VOCÊ LABEL ARQUIVO PESQUISA TODAS AS PUBLICAÇÕES Não encontrou nenhuma correspondência de pós com seu pedido Voltar Início Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy